Papel de Parede para Quarto: 13 Dicas de tirar o fôlego!

Feliz em iniciar mais um post para vocês leitores e hoje abordarei um tema muito procurado para quem está reformando ou tem intenções de repaginar determinado cômodo… Muitas vezes, a decoração de sempre nos cansa e uma boa maneira de renovar o ambiente com facilidade e racionalização é começar pela parede, como conversamos no post anterior sobre combinação de cores. Uma textura, uma cor diferente, já mudarão completamente seu ambiente e para reforçar essa dica, conversaremos hoje sobre um recurso nota dez e valioso: o papel de parede para quarto! Vamos fazer um breve remember sobre a origem do papel de parede…

O papel de parede surgiu na Inglaterra, no ano de 1961, durante um movimento artístico chamado Arts & Crafts (Artes e Ofícios). O movimento consistia basicamente em uma reação radical em relação à industrialização, que ocorreu anos antes e vinha se propagando até então. Criou-se a partir daí o desenvolvimento de coisas voltadas para o design. Sim, coisas, com toda essa generalidade do termo que abrangia objetos, móveis, vestuário e tudo o que fosse útil para o ser humano. Todo esse princípio de criação tinha como objetivo apresentar conforto + visual agradável para a sociedade, relação harmoniosa entre matéria e forma e também era caracterizado pelas formas orgânicas e estruturas leves, provenientes da sua maior fonte de inspiração: a natureza. É bem nesse momento, que o consumismo dá o ar das graças no mundo, concebido através do encantamento das pessoas em relação às produções visualmente perfeitas e principalmente, através da diversidade de produtos destinados ao ser humano, que fizeram as pessoas acreditarem que precisavam deles para sobreviver. Curiosidades à parte, me utilizei deste momento histórico para nos localizarmos, e voltando-nos para os papeis de parede, os mesmos foram criados pelos irmãos Burne Jones e William Morris. Uma descoberta ilustre que aliava toda a beleza dos motivos razoavelmente simples dispostos harmoniosamente, com a praticidade em higienizar os locais aonde eram aplicados. Podiam ser lavados e não estragavam! Pensa que incrível seria para aquela época! Eram papeis de parede, vitrais…Estética aliada à função que se preservou até nos dias atuais.

Se fosse possível, falaria o dia todo sobre história da arte e todos os seus movimentos derivados, mas nosso tempo é mais restrito. Então, espero ter plantado a sementinha da curiosidade e despertado vocês para uma breve pesquisa de nossos primórdios e que antecedem todas as nossas atitudes e principalmente, referências arquitetônicas e decorativas. Pois bem, antes de comprar seu papel de parede para quarto, é preciso saber algumas coisas.

O papel de parede é um recurso muito prático e de fácil aplicação, com ampla variedade de estampas, cores e texturas peculiares à este tipo de revestimento. É importante ressaltar sua grande durabilidade que, aliada às novas tecnologias, possibilitou que o papel de parede atendesse aos mais variados gostos e possibilitasse as mais variadas áreas de aplicação. São confeccionados de diversos materiais, dentre eles as fibras naturais, mais delicadas e que NÃO devem ser molhadas. Temos também os vinílicos (ou com proteção vinílica), onde a limpeza úmida é permitida.

Usar papel de parede no dormitório é uma ótima opção para quem pretende dar aquela atualizada! Se o intuito é não gastar muito, o papel de parede será seu grande amigo, principalmente pela variedade de estilos conferidos à eles. Para quebrar a rotina do quarto que por anos se manteve intacto, aposte no papel de parede para quarto! De forma simples e barata, seu dormitório estará repaginado. Confira aqui 15 dicas para quem deseja utilizá-lo.

Dica 01: Como escolher meu papel de parede para quarto?

A escolha do papel de parede ideal para seu dormitório demandará uma simples análise da decoração existente. A análise permitirá a escolha de uma textura ou cor que dê continuidade à decoração do seu quarto e permitirá, de repente, ousar ou não nas texturas, acabamentos, desenhos grandes ou desenhos pequenos…Basicamente seu pensamento deve ser assim: se seus móveis ou roupa de cama tiverem texturas coloridas atrativas, opte por um papel de parede mais neutro para não competir com o que já chama mais atenção. Por outro lado, se seu quarto for composto apenas de tons mais neutros, dá para conferir certa ousadia na parede com relação à tamanhos de textura, flores, listras, bolinhas…

Como disse no post anterior sobre cores, misturar estampas e motivos exige técnica, por isso, cautela! Podemos sim, misturar estampas e cores diferentes em nossa decoração, mas sempre com muito planejamento e projeto para que o resultado não seja catastrófico ou sobrecarregue o ambiente.

Dica 02: Papel de parede para quarto com textura floral

Um eterno amor! O papel de parede para quarto com textura floral confere a delicadeza certa para seu dormitório. O floral é uma estampa feminina que faz renascer o romantismo e por vezes, até a sofisticação (a depender do acabamento também). Geralmente disponível nos tons pasteis, delicados também, que fazem a linha do neutro e portanto, uma grande opção para quem quer potencializar o dormitório com decoração clara, ou para quem quer neutralizar a decoração mais ousada.

É importante ressaltar, que tratando-se de quartos de casal, o papel floral por não agradar a ambos devido à sua feminilidade. Atente-se para esse detalhe e escolha a estampa que mais tenha a ver com você e seu parceiro.

 

DICA 03 – Papel de parede para quarto listrado

Amo listras, principalmente pelo fato de conseguirem ampliar espaços visualmente. Assim como nas nossas roupas, listras na vertical tendem a nos esticar (e possivelmente nos dar a impressão de mais magros), na arquitetura e decoração, as listras na vertical ampliam a relação piso-teto. Já as listras na horizontal, conferem comprimento e trabalham ampliando o espaço de parede a parede de forma continua e também, assim como em nossas roupas, tendem a nos engordar. Além de funcionais espacialmente, as listras são joviais e contemporâneas, mesmo quando enquadradas nos tons mais neutros.

Se seu dormitório possui problemas com relação á altura, aposte nas listras na vertical. Se seu dormitório possui problemas com relação à comprimento, aposte nas listras na horizontal.

 

Dica 04: Papel de parede para quarto de bolas

As bolas fazem parte do grupo de estampas geométricas mas com tamanho destaque na decoração, sobretudo através das bolinhas pequenas (poás – “pois”, como derivação francesa), ganharam autonomia. Pequenas, grandes, coloridas ou preta e brancas, as bolas compõem estampas atemporais. Combinam com tudo e agradam a todos por não caracterizar-se como uma estampa feminina ou masculina. A característica desse tipo de estampa é a de que as bolinhas ou bolonas se contrastem com o fundo.

 

Dica 05:  Papel de parede para quarto com estampa geométrica

Como uma forte tendência na arquitetura e decoração, a estampa geométrica ganha destaque nos revestimentos também, com frequência nos papeis de parede para quarto. A geometria remete ao contemporâneo, ao estilo urbano, dinâmico e jovem, podendo ser composta de traçados retilíneos e precisos, ou traçados mais sinuosos e orgânicos. Intrigam e estimulam o olhar, sobretudo quando associados à cores mais fortes ou cores em degradê.

E apesar de estarmos falando sobre o papel de parede para quarto, a tendência do geométrico é uma febre e afeta inclusive o mercado da moda estampando objetos, roupas de cama, mobiliário, enfim….

Dica 06: Papel de parede para quarto em Pied de Poule

Pied do que? É, o termo é difícil mesmo, francês, mas significa coisa simples: pé de galinha ou pé de galo. Essa estampa que todo mundo já viu um dia na vida, é um clássico frequentemente presente no mundo da moda. Muito semelhante ao xadrez, o pied de poule é atemporal e o nome tá relacionado com o fato de o desenho da estampa se assemelhar com uma pegada de galinha ou galo. Estranhisses à parte, a estampa entrou pro grupo da decoração e conquista os mais clássicos e apaixonados por moda como eu. Aos motivos pequenos, é designado o nome de pied de poule. Já os motivos maiores, são chamados de pied de coq. Encantador eu diria, para quem ama o minimalismo e clássico. Uma estampa que marcou época, carrega uma carga enorme de história e fica linda com as mais variadas cores.

 

Dica 07: Papel de parede para quarto em zigue e zague

Você já ouviu falar em Chevron? Palavra estranha mas te garanto que a estampa é muito conhecida! Trata-se de uma estampa gráfica em zigue-zague, ou conforme a perspectiva, um “V” ao lado de outro. Assim como pied de poule, o Chevron é muito presente nas passarelas, sapatos, cortinas e principalmente paredes. Mais do que uma tendência, o Chevron é uma tradição atemporal, que cumpre com o alinhamento geométrico. Reconhecida primeiramente pela grife Missoni, foi disseminada através da marca na cor preta e branca, que é um clássico até hoje!

Agrega modernidade e elegância ao ambiente em que é empregado. Veja só que interessante essas composições.

 

Dica 08: Papel de parede para quarto clássico

Como o próprio nome já diz, a estampa é literalmente clássica. Caracteriza-se pelos desenhos em arabescos, muitas vezes acompanhados de flores e folhas, ou seja, possui traços orgânicos e que remetem à natureza. Faz referência aos estilos europeus e acrescenta sofisticação aos ambientes quando utilizado. Seu perfil majestoso está vinculado aos detalhes de ornamentação dos motivos, sempre com muitos detalhes, sejam eles grandes ou pequenos. Muitas vezes são acompanhados de brilho acetinado, o que agrega ainda mais valor à estampa.

São muito requisitados na decoração de interiores, devido à sua popularidade. Dificilmente não agrada o público, justamente por combinar facilmente com diferentes cores e estilos. Ainda que faça a linha do delicado, o papel de parede com estilo clássico pode compor ambientes mais ousados e combinados à outras estampas.

Dica 09: Papel de parede para quarto xadrez

Que o xadrez é um clássico e nunca sai de moda todo mundo já sabe, mas vamos entender como ele se comporta dentro da decoração!

Proveniente originalmente da moda, o xadrez é uma estampa bastante interessante quando inserida na decoração. É ótimo para destacar tonalidades ou compor mix de estampas. Sua versatilidade está em destacar elementos e se combinar com outros de forma descontraída e bem humorada, que por muitas vezes mescla o estilo urbano – contemporâneo, ao rústico – bucólico da toalha de piquenique.

A regra pra usar e abusar do xadrez é a de utilizar tonalidades claras para ambientes já com cores mais fortes. E utilizar tonalidades fortes para ambientes com cores mais neutras.

 

Dica 10: Papel de parede para quarto étnico

Composto de cores vivas, linhas e formas em harmonia, as estampas étnicas ganham destaque quando combinadas de forma inteligente com outras. O resultado da composição sempre será muito alegre…e ousado! Decoração dinâmica, carregada de geometria que prova que misturar formas e cores pode resultar numa composição linda!

 

Dica 11: Aplicação e comercialização

Devo – lhes alertar quanto à aplicação, que deverá ser feita sobre uma parede lisa e livre de imperfeições, rachaduras ou furos de prego. Apesar de fáceis de aplicar, os papeis de parede exigem mão de obra especializada, atenta à detalhes de acabamento como esses.

São comercializados através de rolos, geralmente de 10 metros x 50 centímetros e 8 metros x 68 centímetros e por isso, tenha em mãos as áreas de parede a serem cobertas por eles, para comprarem a quantidade certa de rolos.

Muita atenção em relação á estampa escolhida, que requer cuidados na hora das emendas das faixas. É preciso bastante cautela para que os detalhes se encaixem e as emendas fiquem imperceptíveis.

Dica 12: E se eu não gostar do meu papel de parede?

A dúvida mais comum com a solução mais simples: é só retirar! A facilidade do material também está relaciona com a sua remoção em casos de insatisfação. Água ou removedor de papel cumprem com o objetivo e com o auxilio de uma faca, descole uma pontinha do papel e vá puxando cuidadosamente o mais próximo da parede possível. Assim você evita que ele rasgue. Caso o papel rasgue e ainda fique colado na parede, molhe-o com água quente e espere alguns minutos. Depois, vá raspando-o com uma espátula até sua remoção total.

Nos casos de o papel ser vinílico e lavável, o ideal é que ele seja lixado antes de ser molhado. Depois de desgastada com a lixa, a superfície pode ser removida com água quente e espátula.

Dica 13: Modelos e materiais

Não citei todos os materiais anteriormente, somente os mais utilizados. Porém, o papel de parede encontra-se disponível no mercado em diversos materiais, que caberão à você selecionar o que mais se encaixa em seu objetivo e ambiente. Além do papel de parede confeccionado em fibra natural ou em vinil, existem também as opções em veludo, em tnt, borracha e mica.

Assim como as paredes pintadas, não existe a necessidade de decorar todo o cômodo. Por vezes, uma ou duas paredes revestidas com papel de parede já farão toda a diferença no visual do ambiente! Diante da variedade de estampas e cores, tanto em relação aos papeis de parede mais caros quanto os papeis de parede mais acessíveis, o bom senso é indispensável para compor uma grande decoração sem gastar muito.

Apesar da ousadia proveniente do gosto diversificado de cada pessoa, os dormitórios requerem cores mais neutras como o bege e areia. Essas tonalidades (assim como faladas na postagem anterior sobre combinação de cores), “aquecem” o ambiente, e garantem o acolhimento e o aconchego do mesmo.

Cláudia Baccarin Costa é parceira e colaboradora na produção de conteúdo do Blog da Cerâmica Burguina! Para conhecer mais sobre seu trabalho, CLIQUE AQUI.

Share this post

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *